sexta-feira, 8 de junho de 2018

Coluna do dia 09/06/18

***Caixa recebe no Dia dos Namorados o romantismo de Maria Cristina Plata***


Crédito da foto 01: Andrés Lemus / Foto 02: Nicole Ocampo.

***Maria Cristina Plata é uma das principais cantoras colombianas da atualidade. Possui dois cds como solista, voz doce de mezzo soprano que se assemelha a Mônica Salmaso, um repertório tendo as relações de amor como tema constante. Não por acaso, ela se apresenta na Série Solo Música em Curitiba bem no Dia dos Namorados, em 12 de junho, às 20 horas, na Caixa Cultural. É uma noite para celebrar o amor e a descoberta de uma nova cantora, ainda desconhecida no Brasil. Esta é a primeira vez que Maria Cristina Plata virá a Curitiba.

“Ela é uma grande cantora, que aos poucos vem ganhando destaque internacional, participando e festivais importantes na Europa”, diz Alvaro Collaço, produtor da Série Solo Música, que conheceu Maria Cristina em 2016 no Circulart, Festival de música em Medellin, Colômbia. Não bastassem as qualidades artísticas de Maria Cristina Plata, há o fato de pouco se ter artistas hispano-americanos em Curitiba, o que faz do recital algo raro. “Este ano Jorge Drexler esteve em Curitiba, mas isso não significa que a integração com a música dos países vizinhos seja grande”, diz Collaço, que tem trazido anualmente artistas hispano-americanos para o Solo Música.


Em 2016 foi o venezuelano Nelson Gonzales, em 2017 foi o peruano Frederico Tarazona. “Ambos são instrumentistas, faltava na Série mostrar um pouco do universo de nossos vizinhos através de palavras, do canto, um recital de canções como ocorrerá agora com Maria Cristina Plata”. Destaque na Colômbia Maria Cristina Plata é graduada em Música pela Universidade Autônoma de Bucaramanga. Foi diretora e fundadora do dueto Trapiche Molé, com o qual obteve 19 prêmios a nível nacional entre os quais o “Gran Mono Nuñez”, em 2010.

Em 2014 lançou-se em carreira solo com o lançamento do CD “Todas as Flores”, que marcou o início de sua carreira solo e com o qual obteve canções com sucesso na Rádio Nacional de Colômbia. A este seguiu “Después de Tudo- Compilado Latinoamericano”, de 2017, disco sensível e nostálgico, que traz participações especiais de Elsa & El Mar, Marta Gómez e Ángel Parra. Participou de festivais importantes como o Sziget Festival, em Budapeste, Hungria, e o Festival Les Cultures Du Monde ,em Gannat, França.

Apresentou-se ainda na Alemanha, Áustria, Brasil, Cuba, Espanha, Inglaterra e Itália. Obteve o Prêmio RTVC de melhor show case do Bogotá Music Market. Participou na Colômbia de outros festivais importantes de negócios como o Circulart, de Medellin, e o Micsur, de Bogotá. Inspirada na música andina e latino-americana, Maria Cristina traz em seus trabalhos ritmos da Colômbia como o “passaje llanero”, o “carnavalito”, o “bambuco” e o “bulerengue”, que se transformam com sua voz e novos arranjos em uma experiência renovadora.

A apresentação de Maria Cristina Plata dentro da Série Solo Música, em 12 de junho, ás 20 horas, tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e é uma realização de Alvaro Collaço Produções. Ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) podem ser adquiridos na bilheteria da Caixa Cultural, na Rua Conselheiro Laurindo, 280. Informações pelo fone 2118-5111.

***Hair stylist curitibano faz curso de visagismo na Europa***


Crédito da foto: Divulgação.

Na foto: O embaixador do La Méthode Claude Julliard 2018, José Queiroz, e o hair stylist Junior de Oliveira.

***O hair stylist Junior de Oliveira, do Torriton Pátio Batel, está na Europa participando da terceira fase do curso de visagismo e consultoria de imagem La Méthode Claude Julliard 2018, na cidade do Porto, em Portugal.

A primeira fase do curso foi realizada em Lisboa, no início deste ano, e em seguida, a segunda fase aconteceu em Paris, na França. No dia 9 de julho, o profissional deverá estar de volta à sua bancada do Torriton Pátio Batel, para colocar em prática as novidades trazidas de além-mar.

***AMB garante apoio da OAB ao Exame de Proficiência em Medicina***


Crédito da foto: Divulgação.

***A criação do Exame Nacional Obrigatório de Proficiência Médica recebeu um importante apoio na tarde desta terça-feira, 5/6, quando o presidente da Associação Médica Brasileira, Lincoln Ferreira, se reuniu com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, na sede da OAB, em Brasília.

Objetivo do encontro era entender os aspectos jurídicos que dão suporte à existência do Exame da Ordem (para advogados formados) e debater as semelhanças desta prova como a que as entidades médicas brasileiras desejam criar, para garantir que somente médicos com boa qualidade na formação possam receber o registro profissional (CRM) e passem a estar autorizados a atender a população.

Existem atualmente no Brasil 454 mil médicos registrados nos Conselhos Regionais e cerca de 31 mil vagas de cursos de medicina. “O Exame Nacional de Proficiência em Medicina será um filtro para garantirmos qualidade nos profissionais que irão atuar no mercado. Tenho dito que formar bons médicos custa caro.

Formar maus médicos custa muito mais caro. Profissionais sem o preparo, conhecimento e técnica necessários sobrecarregam o sistema de saúde, pois pedem exames desnecessários, aumentam os períodos de internação e são pouco resolutivos”, explica o presidente da AMB. Criado com a motivação semelhante, o Exame da Ordem também funciona como um filtro, para garantir que somente profissionais com proficiência possam atuar na advocacia. Assim como no direito, houve grande proliferação no número de faculdades de medicina no país, que, sem fiscalização eficiente, acabaram se tornando guichês de emissão de diplomas de medicina.

“Conversamos sobre a preocupação que temos a respeito da proliferação de cursos e de vagas de ensino em áreas tão específicas e importantes, algo que é inquietante e que terá reflexos perversos para a sociedade no médio e longo prazos. Áreas tão importantes para o país que deveriam ser preservadas e promovidas acabam por compartilhar esta lamentável tendência”, criticou Claudio Lamachia. Dessa forma, a existência de um exame nacional de proficiência em medicina atende às mesmas prerrogativas do exame de ordem dos advogados: garantir qualidade no atendimento da população.

“Esta pauta de vocês é nossa também”, afirmou o presidente da OAB, Claudio Lamachia, durante o encontro, em Brasília, do qual também participaram o vice-presidente da AMB, Diogo Leite Sampaio e o assessor parlamentar, Napoleão Puentes. “Para nós é extremamente importante o apoio da OAB e essa troca de experiências nos ajuda a entender como funciona o tão importante e respeitado Exame da OAB em todo o seu processo, pois precisamos implantar o quanto antes no Brasil o Exame Obrigatório Nacional de Proficiência em Medicina.

O Apoio e a experiência da OAB são muito importantes para nós neste momento. No entanto, o exame de proficiência em medicina precisará ter uma dinâmica própria. Por mais que se pareça com a prova dos advogados, ele terá as especificidades que a carreira precisa. Além disso, neste primeiro momento, nosso foco é a criação do exame. A forma como será implementado deverá ser objetivo de um debate mais para frente, quanto o exame for regulamentado pelo CFM”, explica Dr. Diogo Leite Sampaio, vice-presidente da AMB.

Exames de proficiência - O Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, também conhecido como Exame de Ordem Unificado ou Exame de Ordem, é uma avaliação a que se submetem, por força de lei, os bacharéis em Direito no Brasil, em que demonstram que possuem capacitação, conhecimentos e práticas necessários ao exercício da advocacia. É o exame que faz com que o bacharel em Direito se torne um advogado e possa exercer a profissão em legalidade. O exercício da advocacia exige a aprovação na prova da OAB. Até mesmo porque, sem ela, o bacharel em Direito não consegue realizar seu registro e obter sua carteira. Consequentemente, não pode exercer a profissão de advogado.

Unanimidade - Em março deste ano, em reunião do conselho deliberativo da Associação Médica Brasileira, ficou definido por unanimidade que AMB atuaria em prol da criação de lei para instituição do exame nacional de proficiência em Medicina para que os egressos dos cursos de medicina. Os formados que não aprovados no exame não poderão receber o seu registro no CRM e estarão impedidos de exercer a medicina.

“Se faz urgente e necessário o Exame Nacional de Proficiência em Medicina para protegermos os pacientes de serem atendidos por médicos sem formação de qualidade e também precisamos melhorar a educação e a prática médica em nosso País, apoiando estudantes, médicos, professores e profissionais de saúde. As escolas médicas precisam ser avaliadas e os alunos também. E quem não estiver preparado não poderá exercer a medicina”, declara o presidente da AMB. A necessidade de criação de um exame nos moldes da prova da OAB também encontra eco na associação que representam os médicos recém-formados (que estão em período de residência médica) e até mesmo na de estudantes de medicina.

Como funciona em outros países - Nos Estados Unidos da América, por exemplo, a licença para o exercício da Medicina é obtida somente após a aprovação no United States Medical Licensing Examination (Exame de Licenciamento Médico nos Estados Unidos), mais conhecido como USMLE. É um exame de múltiplas (3) etapas pelo qual o médico é obrigado a passar antes de ser autorizado a praticar medicina nos Estados Unidos.

No Canadá, o graduado deve ser aprovado nas duas fases do Medical Council of Canada Qualifying Examination (MCCQE) e completar de maneira satisfatória doze meses de curso de pós-graduação. Na Alemanha, são aplicadas três provas, em períodos distintos, durante o curso de Medicina. No Chile, os graduados devem ser aprovados no Único Nacional de Conocimientos de Medicina (EUNACOM), prova teórica e prática. É um exame teórico e prático da medicina geral que é aplicado a todos os graduados das diferentes escolas médicas do Chile e aos médicos qualificados no exterior que desejam praticar no território nacional.

O exame começou a funcionar em 2009 como um substituto para o Exame Médico Nacional (EMN) anterior, que existiu entre 2003 e 2008. Na Inglaterra, os médicos são avaliados pelo prazo de um ano para obter a certificação e novos exames são repetidos a cada cinco anos pela General Medical Council (GMC) Tais iniciativas conferem maior segurança aos pacientes, por garantir que apenas profissionais que comprovem habilidades e conhecimentos requeridos para o exercício profissional da Medicina poderão atuar na assistência à saúde. O Exame na Inglaterra tem como lema: “ajudamos a proteger os pacientes e a melhorar a educação e a prática médica no Reino Unido, apoiando estudantes, médicos, educadores e profissionais de saúde”.

Projeto de lei no Senado Federal - Recentemente, a AMB apresentou duas sugestões ao Senador Ronaldo Caiado, que também é médico, para que sejam incluídas no Projeto de Lei que tramita no Senado, PL165/2017, que trata do tema, com os seguintes objetivos propostos pela AMB: Passar a competência da regulamentação sobre o Exame de Proficiência em Medicina para o Conselho Federal de Medicina, já que o projeto original previa periodicidade dos exames.

Para a AMB as formas de aplicação do exame, como periodicidade e quantidade, precisam ser definidas a partir de exame mais aprofundado do cenário do ensino médico no Brasil e necessitarão de modificação de forma ágil sempre que houver mudança neste cenário, garantindo assim que o exame atenda sua finalidade primordial. A segunda sugestão visa garantir que estrangeiro ou brasileiro, quando não graduado em medicina no Brasil, deva fazer exame de revalidação do título de graduação conforme a legislação brasileira.

Má formação médica - O resultado do último Exame do CREMESP, realizado em 2017, confirmou o que a AMB já vem alertando há muito tempo: a falta de fiscalização e a abertura irresponsável de escolas médicas estão empurrando o nível do ensino médico no país para níveis assustadoramente baixos. Somente 64,6% dos participantes foram aprovados. A aprovação maior foi em escolas públicas (79,7 enquanto nas escolas privadas a aprovação ficou em 56,8). Conforme dados divulgados pelo CREMESP, muitos dos recém-formados demonstraram não saber interpretar exames para diagnosticar e administrar a conduta terapêutica adequada a casos médicos básicos e problemas de saúde frequentes.

Veja alguns exemplos de questões com altos índices de erro: •88% não souberam interpretar o resultado de um exame de mamografia e erraram a conduta terapêutica de uma paciente. •78% erraram o diagnóstico laboratorial de diabetes mellitus. •75% não conseguiram identificar conduta para paciente com hemorragia digestiva alta. •60% demonstraram pouco conhecimento sobre doenças parasitárias (chagas, leishmaniose, esquistossomose), formas de veiculação e contaminação. •54% não conseguiram avaliar o comportamento da frequência cardíaca e da pressão arterial durante a gravidez. •40% não souberam fazer a suspeita de uma apendicite aguda.

Exame da OAB: O que diz a lei - O Exame da OAB se baseia no artigo 5º parágrafo XIII da Constituição Federal: "XIII - é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer"; e no Estatuto da Advocacia (lei 8.906/94): "Art. 3º O exercício da atividade de advocacia no território brasileiro e a denominação de advogado são privativos dos inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)". Quem deve participar: Todo bacharel de curso de Direito precisa fazer o exame para poder exercer a profissão de advogado.

Como é a prova? A prova da Ordem dos Advogados do Brasil é realizada três vezes por ano e consta de duas fases eliminatórias. Na primeira fase, os candidatos prestam uma prova objetiva composta de 100 questões. O conteúdo é baseado nas disciplinas obrigatórias dos cursos de Direito, especificadas pelo MEC. A Prova Prático-Profissional é a segunda fase do exame da OAB. Quem não tirar a nota mínima exigida, não aprova e não pode exercer a profissão de advogado.

***Hospital do Rocio finaliza mês de maio com inovações no tratamento de doenças neurovasculares***


Crédito das fotos: Divulgação.

***No último dia 24, o Hospital do Rocio, em Campo Largo, realizou um procedimento diferenciado na área de neurorradiologia intervencionista, dando um grande passo como centro de referência no tratamento de doenças cerebrovasculares no estado do Paraná.

Com a presença do médico neurorradiologista Marco Túlio Rezende, de Belo Horizonte, o responsável pela área que atende tal especialização no Hospital, Dr. Robertson Pacheco, realizou o tratamento de um caso de malformação arteriovenosa (MAV) por meio de uma técnica diferenciada e atualizada de embolização.

“Este procedimento destaca o poder inovador do centro médico e insere o serviço de neurorradiologia intervencionista do Hospital do Rocio no rol de serviços que buscam sempre o avanço científico e a versatilidade das técnicas utilizadas no tratamento endovascular das patologias vasculares intracranianas”, acrescenta Dr. Robertson Pacheco.

Sobre o Dr. Robertson Alfredo Bodanese Pacheco - Formado em medicina pela Universidade Federal do Paraná em 1992, Robertson Alfredo Bodanese Pacheco especializou-se em Neurocirurgia no Serviço de Neurocirurgia em Curitiba (atual INC) e foi em busca de mais conhecimento na área em Paris, na França, onde cursou sua 2ª especialização, a Neurorradiologia Intervencionista, no hospital Pitié Salpêtrière, com o Prof. Alfredo Casasco. Há 18 anos nesta área, atualmente o médico está a frente do Serviço de Neurorradiologia Intervencionista do Hospital do Rocio, em Campo Largo (PR), além de atender em outros hospitais de Curitiba.

***Sicredi inaugura mais uma agência em Curitiba***


Crédito das fotos: Estúdio Beto Monteiro.

***No último dia (25), Curitiba ganhou mais uma agência do Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 3,7 milhões de associados e atuação em 21 estados brasileiros. O quarto ponto de atendimento da Sicredi Campos Gerais PR/SP, situado na Avenida Presidente Kennedy, 2.760, no bairro Água Verde, iniciou seu atendimento ao público na segunda-feira, 28 de maio.

Para o diretor executivo da Cooperativa, Márcio Zwierewicz, a expansão dos negócios na capital é um passo importante na consolidação da marca no estado do Paraná. “Temos como objetivo inaugurar pelo menos mais duas agências em Curitiba dentro de um ano, totalizando seis pontos de atendimento da nossa Cooperativa”, revela. Além destas unidades, o Sicredi possui outros pontos de atendimento na capital, operados pelas cooperativas Sicredi Credenoreg, Sicredi Credjuris, Sicredi Medicred e Sicredi Sincocred.


Com estacionamento para mais de 30 carros e espaço exclusivo para atendimento às empresas, a agência Kennedy segue o novo conceito de ambientação arquitetônica do Sicredi, que busca explorar um dos principais diferenciais da instituição, o relacionamento. O projeto desenvolvido pela consultoria Interbrand traz um conceito mais moderno, com áreas de relacionamento, além dos tradicionais caixas eletrônicos e espaços de gerentes. A ideia é que o diferencial cooperativo seja também estendido à experiência de atendimento financeiro.

Cooperativas X Bancos - As instituições financeiras cooperativas oferecem os mesmos serviços financeiros de um banco tradicional. O grande diferencial é que os associados são donos do negócio e participam ativamente da gestão, participando das decisões da cooperativa durante as assembleias. O principal objetivo de uma cooperativa de crédito não é garantir o lucro, mas trabalhar para propor as melhores soluções financeiras ao associado. Os resultados positivos gerados, denominados sobras, retornam ao cooperado de acordo com a movimentação financeira dele. Além disso, os recursos aplicados nas instituições financeiras cooperativas ficam na região de atuação de cada cooperativa, movimentando a economia local, por meio das linhas de crédito.

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 21 estados e no Distrito Federal, com 1.500 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br. Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

***Hotéis Deville conquistam Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente***


Crédito da foto: Divulgação.

Na foto: Gerente de relacionamento com o cliente da Rede Deville, Lucas Raganhan, analista de relacionamento, Ana Helena Rocha Borges, e diretor de operações, José Mário Espíndola.

***Fundamentais para definir o sucesso de um empreendimento, os consumidores têm cada vez mais poder nas relações de consumo. Levar em consideração suas percepções de determinados produtos ou serviços auxilia as empresas a elevarem os níveis de qualidade, buscando a excelência e corrigindo possíveis falhas. Considerada a principal avaliação de qualidade de serviços ao cliente do setor, o Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente, que já está na 19º edição, reconhece e homenageia empresas que valorizam e executam as boas práticas de relacionamento com o cliente.

Realizado pelo Grupo Padrão, em parceria com o Centro de Inteligência Padrão (CIP) e a OnYou, empresa especializada em auditoria de qualidade de atendimento de mercado, a premiação é a principal referência sobre a evolução do relacionamento entre empresas e consumidores do Brasil. Todo o processo de reconhecimento tem a duração de aproximadamente sete meses, iniciado por um estudo minucioso dos dados de cada empresa que se inscreve.

Os principais canais de contato das empresas com seus consumidores são analisados de maneira criteriosa e concluído com uma fase de mistery shopper, onde os canais de atendimento são auditados por telefone e meios digitais para se comprovar se a empresa inscrita está preparada para atender todos os tipos de demandas dos consumidores. E, mais uma vez, a Rede de Hotéis Deville figura como vencedor do prêmio na categoria Turismo, que abrange hotéis, agências de viagens, companhias aéreas e outras segmentações do trade. Para o gerente de relacionamento com o cliente dos Hotéis Deville, Lucas Raganhan, a empresa está seguindo as tendências e recomendações do mercado.

“Toda a equipe da central de relacionamento recebe as novidades e mudanças de forma muito positiva. É uma honra receber o Prêmio Consumidor Moderno, pois demonstra que todas as mudanças e treinamentos que realizamos estão sendo efetivos. E também é uma grande satisfação alcançar resultados excelentes no atendimento prestado aos clientes”, comemora Raganhan. Do ano passado até agora, a Rede já conquistou outros cinco certificados de qualidade: Booking.com, Loved By Guests, do Hoteis.com, Travellers’ Choice e Certificado de Excelência, ambos do TripAdvisor, e Trivago Award.

“Conseguimos esses méritos por meio de capacitações com foco no atendimento e desenvolvimento de líderes, além de mantermos processos e procedimentos estruturados com foco na experiência do cliente”, ressalta o gerente. Além do reconhecimento, a premiação também disponibiliza às empresas um paper com análises, comparações e recomendações que permitem identificar pontos de melhoria e oportunidade de inovação. Os vencedores serão homenageados durante a cerimônia que aconteceu no dia 29 de maio (terça-feira), em São Paulo.

O Grupo - A Rede Deville começou suas atividades com o Hotel Deville Colonial, no centro de Curitiba. Desde então, vem crescendo e se consolidando como um dos principais grupos hoteleiros do País. Atualmente, atua como operador e investidor nas regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e Nordeste, com nove hotéis, 1.479 acomodações e mais de 1.100 funcionários. Administra o São Paulo Airport Marriott Hotel (SP), Deville Prime Campo Grande (MS), Deville Prime Cuiabá (MT), Deville Prime Porto Alegre (RS), Deville Prime Salvador (BA), Deville Business Curitiba (PR), Deville Business Maringá (PR), Deville Express Cascavel (PR) e Deville Express Guaíra (PR).

***Balé Teatro Guaíra dança “O Lago dos Cisnes” em junho***


Crédito das fotos: Cayo Vieira.

***Entre os dias 27 e 30 de junho o Balé Teatro Guaíra (BTG) apresenta o espetáculo “O Lago dos Cisnes”, com direção e coreografia de Luiz Fernando Bongiovanni. No palco, o público assistirá a performance de 23 bailarinos, com participação da Orquestra Sinfônica do Paraná. Inspirada no folclore russo e germânico, a montagem conta, com linguagem contemporânea, a história de amor entre o príncipe Siegfried e Odette, transformada em cisne por um bruxo. “As lendas que inspiraram essa história são cheias de reviravoltas e enigmas.

Há aqui uma simbologia sobre o amadurecimento, a busca pela autonomia e formação da personalidade. Inicialmente Sigfried é dominado pela mãe, mas encontra no amor forças para seguir seu próprio caminho”, afirma Bongiovanni. O diretor, que foi bailarino e dançou O Lago, revisitou o folclore e fez uma pesquisa iconográfica. “Esse é um dos balés mais icônicos da história da dança. Ele evoca arquétipos que são conhecidos do público e as pessoas conseguem se ver na história”.


Os ensaios para a apresentação começaram em fevereiro e mais de 200 profissionais participam da montagem do espetáculo. Para Mônica Rischbieter, diretora-presidente do Centro Cultural Teatro Guaíra, “O Lago dos Cisnes” fecha uma trilogia, que se iniciou com “Romeu e Julieta” e “Carmen. “A revisitação dos clássicos com uma linguagem moderna foi parte de um esforço conjunto para atrair o público mais jovem. Arrisco dizer que é o trabalho mais impressionante que já fizemos”, diz.

Segundo Cíntia Napoli, diretora do Balé Teatro Guaíra, os grandes clássicos têm uma potência muito grande porque tratam da existência humana. “Trazendo-os para o nosso tempo, a gente consegue perceber o ser humano desde os seus primórdios. Vemos que ainda trazemos os mesmos conflitos e prazeres”. O Lago dos Cisnes tem direção de arte de William Pereira e regência do mastro Luiz Gustavo Petri. As apresentações serão no auditório Bento Munhoz da Rocha Netto, o Guaírão.

O Lago dos Cisnes - Obra musical composta por Tchaikovsky em 1876, O Lago dos Cisnes foi encenado pela primeira vez no ano seguinte. Em seu aniversário de 21 anos, Siegfried precisa escolher uma esposa por ordem de sua mãe. Ele conhece Odette, uma princesa transformada em cisne pelo feiticeiro Von Rothbart, antagonista da história. O mago e sua filha, Odile, tentam separar o casal.

O Balé Teatro Guaíra - O Balé Teatro Guaíra foi criado em 1969 e é uma das principais companhias de balé do Brasil, com mais de 140 coreografias apresentadas e 23 bailarinos. Está sob a direção de Cíntia Napoli desde 2012. Amostra - Os bailarinos do Guaíra dançarão amanhã (31) no evento de gala do 3º CBDD, em São Paulo, um trecho do espetáculo. O diretor Luiz Fernando Bongiovanni receberá uma medalha de honra ao mérito como melhor coreógrafo.

Serviço: Sessões: quarta, 27/06, quinta, 28/07, sexta, 29/07 e sábado 30/07, às 20h30 Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto – Guairão Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) - Descontos não cumulativos com outros benefícios previstos em lei. Taxa de administração R$ 6,00 (seis reais). Classificação indicativa: 7 anos - Ingressos à venda no Disk Ingressos.

***Duo Miniconto estreia espetáculo no Rio de Janeiro***


Crédito da foto: Divulgação.

***Marcado pelo intimismo e pela dramaticidade, o Duo Miniconto apresenta seu novo show “As Cinco Histórias do Miniconto.”. Selecionado em edital do BNDES, o espetáculo, que estreia no Rio de Janeiro, é assinado pela cantora e compositora Karla Díbia em conjunto com o violonista e compositor Daniel Amaral. A apresentação é uma viagem musical que passeia pelos cinco álbuns já lançados pelo Duo.

Cada álbum representa uma história, cada história um personagem, cada personagem uma interpretação, cada interpretação um arranjo, uma canção, uma poesia. O “Miniconto.” surgiu com a possibilidade musical de se fazer canções com poucos elementos. Formado dentro dos muros acadêmicos, atualmente é reconhecido como um dos trabalhos artísticos de destaque da capital paranaense.

A poética de Karla Díbia e a sensibilidade do violão de Daniel Amaral consagram um estilo sem precedentes que vai além dos elementos musicais, interagindo com outras linguagens artísticas como a poesia, as artes visuais e a dramaturgia cênica. A delicadeza dos arranjos e o cuidado melódico expressados nas canções demonstram a riqueza musical que o “Miniconto.” alcançou. A poética das letras retrata situações vividas por todos: conflitos interiores, relacionamentos interpessoais, dilemas existências, desespero, ódio e perdão são motes facilmente encontrados nas canções.

E se a identificação pode parecer imediata, é necessária uma imersão total em cada cena/canção para se descobrir a beleza e a profundidade existente na arte do Duo. Para tanto, o Miniconto se utiliza de outras linguagens para proporcionar ao ouvinte uma experiência catártica. A dramaticidade é outra característica evidente na música do Miniconto. Karla interpreta as cenas com maestria, ora com rigidez, ora com suavidade e doçura, contrastando os dilemas vividos pelos personagens das canções.

Daniel incorpora ao violão o ambiente que a música exige. Com uma sensibilidade musical apurada, seu instrumento interage harmonicamente com a voz e contribui para a construção narrativa. Por vezes, o personagem fala pela voz de Karla, por outras se expressa pelo violão de Daniel. O Duo já passou por importantes palcos, tais como Guairinha (I Mostra da Nova Música Paranaense), Teatro Paiol (Terça Brasileira), Capela Santa Maria, Sesi São José dos Pinhais e Centro Cultural Heitor Sotckler de França.

Integrado com a realidade atual, de uma crescente expansão da tecnologia e das possibilidades de gravação e divulgação por meio da internet, o Duo Miniconto procura sustentar uma recorrência anual de trabalhos autorais. Como resultado, produziu as seguintes obras: A. Miragens (ou Cartas) (2014), Pausa (2014), Prólogo (2015), B. Corpo (2016) e Casa (2017). Todo o trabalho está disponível gratuitamente em: www.miniconto.net e vem acompanhado de romances gráficos, ou graphic novels, nos encartes – outra inovação que o Duo oferece aos seus apreciadores. São complementos narrativos em forma de imagens que foram desenhados pelo artista Iuri de Sá. Cada música se relaciona com uma cena/ilustração e que, no palco, se desdobra em imagens projetadas, audiovisuais, luzes e poesias.

Sobre Karla Díbia e Daniel Amaral - Karla Díbia é cantora, compositora, professora de canto e clarinetista. Natural de Curitiba, é Especialista em Produção de Arte e Gestão da Cultura pela PUCPR e Bacharel em Música Popular pela UNESPAR-FAP. Além de possuir carreira solo, também integra o grupo Cantoras do Rádio e atua como cantora nos eventos de ginástica rítmica produzidos pela Get Flex Produções. Daniel Amaral é professor, compositor, arranjador e instrumentista. Natural de Mogi Guaçu, interior de São Paulo, estudou Violão Popular na EMESP – Tom Jobim e é Bacharel em Música Popular pela UNESPAR-FAP. Também integra a banda Chamegado, a Lapada System e a pesquisa "Vário".

Serviço: “As Cinco Histórias do Miniconto.” com Karla Díbia e Daniel Amaral Local: Espaço Cultural BNDES – Avenida República do Chile, 100 – Centro – RJ – Próximo ao Metrô Carioca Data: 14 de junho de 2018 (quinta) - Horário: 19h Ingressos: São distribuídos gratuitamente, no local, uma hora antes do espetáculo. Também é possível fazer reserva pela internet (um ingresso por pessoa). Informações em: https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/onde-atuamos/cultura-e-economia-criativa/espaco-cultural-bndes/espaco-bndes-reserva. Classificação etária: Livre - Lotação máxima: 384 lugares.

***Secretaria da Cultura incentiva a cultura popular do Paraná***


Crédito das fotos: Divulgação.

***O que o fandango, a congada, o hip-hop e a quirera têm em comum? São expressões significativas da cultura e da arte popular do Paraná. E para estimular e dar visibilidade a todas elas, a Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) realiza uma série de ações por meio de programas e editais que valorizam a cultura popular do nosso Estado. O Prêmio Arte Paraná é uma dessas ações, voltado à promoção da cultura tradicional e popular.

Para a terceira edição do edital, a SEEC investiu mais de R$ 375 mil para selecionar e premiar sete grupos de cultura popular, como hip-hop, folias e fandango – uma dança trazida para o Paraná pelos europeus que se popularizou como uma das manifestações típicas do Estado. Os grupos realizaram 25 apresentações gratuitas em municípios com mais de 50 mil habitantes em diferentes regiões do Estado. O secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, afirma que valorizar a cultura popular enriquece ainda mais a herança do Paraná.

São iniciativas que levam espetáculos e eventos de qualidade para serem apresentados nos municípios. Com isso, expressões importantes da nossa identidade, como o fandango e a nossa gastronomia, são valorizadas e continuam a ser conhecidas pelas gerações de paranaenses", diz. O Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná (PROFICE) também viabilizou diversos projetos sobre a cultura popular do Estado, com mais de R$ 550 mil reais. Quatro projetos foram beneficiados com esse valor, na categoria povos, comunidades tradicionais e culturas populares.

Um deles foi o Festival Tocadores – Encontro de Tradições que durante três dias promoveu, no município de Antonina, litoral do Estado, a música, a dança, o artesanato e a arte popular do Paraná. O evento permitiu a troca de experiências e o diálogo entre as comunidades presentes, além da divulgação de grupos e tradições como folias de reis, fandango, folias do divino, romarias entre outros. Outra importante iniciativa foi a Mostra de Arte Popular, realizada no Museu Oscar Niemeyer.

Durante um fim de semana, o evento promoveu mesas-redondas, palestras e debates sobre as festas populares, as dificuldades e demandas dos grupos e a relação da tradição popular com os diversos setores da sociedade, como a escola, a mídia e os órgãos públicos. A programação incluiu também feira de artesanato, apresentações de congada, escola de samba, fandango, folia de reis e viola caipira. A coordenadora de Ação Cultural da SEEC, Ingrid Bozza, explica que as ações integram os objetivos do Plano Estadual de Cultura, instituído em 2017 pela lei 19.011.

“A política de incentivo e valorização da arte e da cultura popular atende às metas do PEC-PR à medida em que amplia a oferta de programas que promovem e protegem o patrimônio material e imaterial cultural do Paraná”, afirma. Gastronomia e Grafite - Dentre as expressões culturais paranaenses, a gastronomia também se destaca pois revela os costumes típicos de um lugar. Parte do patrimônio do Estado, a comida típica paranaense ganhou uma obra inteira dedicada a ela.

O livro Delícias do Paraná – tradições e sabores da nossa terra, editado pela Biblioteca Pública do Paraná (BPP), reúne 81 receitas enviadas por 51 municípios paranaenses, estimulados a revelar seus pratos típicos de acordo com a identidade de cada região. E o grafite também não fica de fora. Integrante da cultura hip-hop, essa manifestação artística está muito presente no dia a dia das comunidades paranaenses como forma de expressão e arte.

Uma parceria entre a SEEC e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PR) resultou no projeto “Arte Urbana – Respeito no Trânsito”, que trouxe jovens e adolescentes grafiteiros para cobrir um muro de 160 metros do Pátio de Veículos Apreendidos do Departamento, com grafites de desenhos e frases sobre a conscientização e educação no trânsito.

***Projeto Eu Digo X participa do I Saul Trumpet Jazz Festival***

***O Instituto Lico Kaesemodel, idealizador do Projeto Eu Digo X, participa nesse final de semana do tributo a Saul Trumpet, um dos maiores instrumentistas paranaenses. Durante o evento, os participantes poderão, além de apreciar uma boa música, saber um pouco mais das ações do Instituto bem como conhecer a respeito da Síndrome do X Frágil.

A Síndrome do X Frágil é uma condição genética que afeta um a cada 3.000 meninos e uma em cada 6.000 meninas. Ela é causada pela falta de uma proteína no cérebro. Essa proteína deixa de ser produzida porque o gene responsável pela produção sofre uma mutação. O gene é encontrado no cromossomo X, transmitido pela mãe. Como consequência dessa mutação, há uma falha no desenvolvimento do sistema nervoso, levando a uma deficiência mental na criança.

Hoje o Instituto Lico Kaesemodel realiza a análise de rastreabilidade de famílias de indivíduos com síndromes correlatadas com autismo. E desta pesquisa, já se sabe que a cada paciente cadastrado no Projeto Eu Digo X, descobre-se mais seis ou sete casos dentro da família. “Por isso, a importância de mostrar à população a respeito da doença, bem como dar as orientações necessárias”, enfatiza Luz María Romero, gestora do Instituto Lico Kaesemodel O I Saul Trumpet Jazz Festival será realizado nos dias 09 e 10 de junho, na Praça Espanha, a partir do meio dia, com uma programação intensa de boa música e gastronomia.

***ADVB/PR lança Anuário 2018***

***A Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil - Seção Paraná (ADVB-PR) acaba de lançar o Anuário 2018 um documento que está na sua segunda edição e que reúne todas as atividades da entidade nos últimos 12 meses.

A edição apresenta as principais atividades dos setores de marketing, vendas, gestão e comunicação em todo o Estado, entre elas o Top de Marketing, Prêmio Personalidades, Prêmio Zilda Arns de Responsabilidade Social, Estrelas ADVB, Business Connect, Papo ADVB, cursos de capacitação profissional, além de uma pesquisa inédita sobre tendências de consumo. Para o presidente da Associação, Eduardo Jaime, o material é uma forma de apresentar ao mercado os resultados alcançados e as tendências das áreas de atuação da entidade. “Reunimos todas as nossas atividades, debates, encontros e premiações em um único material. Queremos, com isso, promover uma aproximação maior com os empresários e executivos paranaenses. E, claro, aumentar ainda mais a relevância da ADVB para o mercado", comenta Jaime. O anuário tem distribuição gratuita para toda a base de associados e parceiros da ADVB/PR.

Sobre a ADVB-PR - Há 53 anos, a ADVB-PR atua para o desenvolvimento da atividade empresarial do Estado, valorizando os profissionais e empresas por meio do intercâmbio de conhecimento, experiências e ideias entre associados e profissionais de expressão nacional e internacional. Com a promoção de eventos e atividades realizadas em parceira com a iniciativa privada, visando à atualização, qualificação e aperfeiçoamento dos profissionais das áreas de Marketing, Vendas, Comunicação e Gestão Empresarial, a ADVB-PR contribui com centenas de empresas e instituições paranaenses na busca por mais eficiência, qualidade e competência. Além do Top de Marketing, Estrela ADVB, Papo ADVB e do Prêmio Personalidade, a entidade realiza outros eventos e cursos para fomentar o mercado.

***Confira os filmes escolhidos para o CineClube MIS em junho***


Crédito da foto: Divulgação.

***Nas terças e quintas-feiras de junho, sempre às 15h, são exibidos gratuitamente no miniauditório do Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) os filmes escolhidos para o CineClube MIS do mês. Os gêneros dos longas-metragens deste mês são ação, comédia, drama e suspense.

É necessário verificar a classificação indicativa de cada filme. Confira a programação aqui. Além da exibição das obras, a programação ainda conta com um bate-papo, realizado sempre na última sexta-feira do mês, às 19h, com um cineasta convidado para comentar sobre sua produção, mostrar um curta-metragem dirigido por ele e também indicar um longa que é passado logo em sequência.

Serviço: Programação do CineClube MIS de junho De 5 a 29 de junho de 2018 Miniauditório do MIS-PR Entrada gratuita. Museu da Imagem e do Som do Paraná Rua Barão do Rio Branco, 395. Curitiba – PR Tel: (41) 3232-9113 www.mis.pr.gov.br.

***Curitibôcas grava Noel Rosa em DVD ao vivo***


Crédito da foto: Divulgação.

***O grupo vocal Curitibôcas vai realizar, nos dias 21 e 22 de junho, duas apresentações do espetáculo Rosas para Noel, em que fará a gravação de seu primeiro DVD ao vivo. Será no Guairinha e terá produção da Paideia Produções Artísticas e a gravação do DVD ficará a cargo do Estúdio Trilhas Urbanas. O Curitibôcas é formado por profissionais das mais diversas áreas de atuação, com uma paixão em comum: a Música Popular Brasileira.

“O Curitibôcas tem a tradição de arranjos vocais e instrumentais exclusivos e a música de Noel Rosa permite ousar na ‘sofisticação’, o que combina muito com a proposta do grupo”, explica o regente Dirceu Saggin. Segundo ele, o grupo decidiu pela gravação ao vivo porque a plateia agrega energia, entusiasmo e interação.

O espetáculo traz obras de Noel Rosa e uma ‘brincadeira’ com trechos de músicas de Wilson Batista, com quem Noel travou uma polêmica musical histórica e que rendeu criações de ambos. Com a gravação de “Rosas para Noel”, o Curitibôcas comemora seu aniversário de 20 anos de atuação, uma trajetória que destaca o grupo na cena cultural curitibana e que já se estendeu a diversas apresentações no Brasil e no exterior com shows na Argentina e em Portugal.

Sobre a Paideia Produções Artísticas - A Paideia é um Centro de Formação Musical fundada há 28 anos pela diretora e produtora Cristiane Alexandre, cujo objetivo é a educação musical, a educação através da música, a formação de plateias e gravação em áudio da atividade musical profissional. Envolve diversas atividades - Escola de Música, Produções Artísticas e a área de produção de áudio e vídeo com o Estúdio Trilhas Urbanas – Produtora de Áudio.

Sobre o Grupo Vocal Curitibôcas - O Vocal Curitibôcas integra o projeto artístico cultural da Paideia Escola de Música. Sob a regência de Dirceu Saggin o grupo é formado por cantores, profissionais de diversas áreas, que apresentam em seu repertório a Música Popular Brasileira, sempre com arranjos vocais e instrumentais exclusivos. Formado há 20 anos, o Curitibôcas tem se destacado no cenário da MPB.

Serviço: Grupo Vocal Curitibôcas | Show Rosas Para Noel | Gravação do Dvd ao Vivo Guairinha - Dias 21 e 22 de junho de 2018 (quinta e sexta) - 20h30 Ingressos R$ 30,00 e R$ 15,50 (venda no Disk Ingressos - www.diskingressos.com.br. Realização: Paideia Produções Artísticas Apoio: Estúdio Trilhas Urbanas Incentivo: Celepar e Opet Projeto realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura - Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

***Casa da Si prepara jantar intimista para o Dia dos Namorados***


Crédito da foto: Divulgação.

***Em ambiente intimista, clima romântico, ao som do violino e um cardápio cuidadosamente elaborado, que a Casa da Si recebe os casais apaixonados para brindar o amor, neste dia 12 de junho, a partir das 20 horas.

Para o jantar romântico, o Chef Eudemar Cavalcanti selecionou como prato principal Medalhão Di Cavanti (molho a base de vinho tinto, crosta de parmesão, azeite de oliva e ervas frescas), servido com raviole de mussarela com manjericão e molho Alfredo. A sobremesa será Apple pie com sorvete de canela.

O lugar é reservado para até 15 casais. O local não cobra taxa de rolha para quem quiser levar o seu espumante ou vinho. O investimento por casal é de R$ 200,00. As reservas devem ser feitas antecipadamente pelo telefone: (41) 99652-1626.

Serviço: Dia dos Namorados na Casa da Si Data: 12 de junho Horário: A partir das 20 horas. Endereço: Rua Desembargador Ernani Guarita Cartaxo, 383 – Capão Raso. Informações e reservas: (41) 99652-1626.

***Noite dos Namorados no Santa Mônica***


Crédito da foto: Divulgação.

***Neste sábado, dia 9 de junho, o Santa Mônica Clube de Campo promove uma comemoração especial para os casais apaixonados brindarem ao amor, durante a Noite dos Namorados.

O evento que será realizado no Salão CTB, terá início com o jantar, servido às 21h pelo Buffet Catrin, seguido do Baile, às 22h40, para curtirem antecipadamente o Dia dos Namorados.

Com decoração temática e cardápio especial, os casais apaixonados poderão curtir a noite em clima romântico, propício para a temática. A animação do baile ficará por conta da Banda Happy Day.

Serviço: Noite dos Namorados Data: Dia 9 de junho - Sábado Local: Salão CTB - Santa Mônica Clube de Campo Animação: Banda Happy Day Programação: 21h - Jantar 22h40 - Baile Valores: R$ 75,00 associado - R$ 95,00 convidado Mais informações e ingressos na Secretaria: (41) 3675-42025.

***MIS-PR realiza pocket show com a cantora Angela Soul***


Crédito da foto: Divulgação.

***O Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) realiza em 14 de junho um pocket show com a cantora curitibana Angela Soul. A apresentação musical integra a programação da exposição “Paisagens do Paraná Turístico” e traz em seu repertório músicas de compositores paranaenses. O evento tem início às 19h, no miniauditório do museu.

Paisagens do Paraná Turístico - A mostra apresenta fotografias feitas principalmente entre os anos de 1980 a 2000 em várias localidades do Paraná. Curitiba, Paranaguá, Morretes e Antonina são algumas das cidades que possuem as paisagens retratadas nesta exposição.

As imagens são de autoria dos fotógrafos Aldo Carvalho, Ary Martins, Áurea da Cunha, Carlos Renato Fernandes, Denis Ferreira Neto, Giba, Karam, Paulo Azevedo, Paulo Rodrigues, Pedro Serápio, Tabajara e Zig Koch. O circuito ainda contempla objetos históricos pertencentes à Paraná Turismo.

Serviço: Pocket show com Angela Soul Data: 14 de junho de 2018, às 19h Miniauditório do MIS-PR Entrada gratuita. Museu da Imagem e do Som Rua Barão do Rio Branco, 395, Centro – Curitiba/PR Visitação: terça a sexta-feira das 9h às 12h30 e das 13h às 17h. Sábado, domingo e feriado das 10h às 12h30 e das 13h às 16h. Tel: (41) 3232-9113 | www.mis.pr.gov.br.